loader image

AC 103/23 – Fazenda Água Limpa

FAZENDA ÁGUA LIMPA

Para nós o café representa o legado e a história da família. Em ambas as fazendas produtoras, a produção de café começou na década de 20 – na Fazenda Água Limpa, liderada por José Alves Pereira, pai de Ana Maria Ribeiro Pereira, mãe das atuais proprietárias.

Já na Fazenda da Pedra, a produção teve início pelas mãos de Dona Inácia, mulher forte, que assumiu a frente do negócio depois de ficar viúva. Dela, a produção passou a seu filho Sebastião Alves Pereira e então seu neto, José Clênio Pereira. Foi ele o responsável por iniciar de forma pioneira a produção de cafés especiais na região, que atualmente se destaca por ter algumas das safras mais premiadas do mundo. Já em 2001, o café Fazenda da Pedra alcançou o segundo lugar no concurso BSCA e o quarto lugar no concurso Illy Café – consolidando-se como produto de qualidade e conquistando, desde então, posições em concursos nacionais e internacionais.

Clênio esteve à frente das duas fazendas por quase sessenta anos, até seu falecimento repentino em 2015. Hoje são suas duas filhas, mulheres fortes como a bisavó, juntamente com um de seus netos, que tocam a produção de cafés de alta qualidade na Fazenda, aos pés de uma das paisagens mais belas do sul de Minas: a Serra da Pedra Branca. Enfrentando toda sorte de dificuldades nestes sete anos, procuramos, através de cursos e com participação em associações, aprimorar nosso conhecimento. Anacley, uma de suas filhas, faz parte da diretoria da Amecafé (Associação de Mulheres Produtoras de Café, da Serra da Mantiqueira), e atribui, a troca e soma de conhecimento, à parceria com estas mulheres um dos principais motivos de ter se preparado melhor para dar prosseguimento neste trabalho de produzir grãos especiais. Conseguiram assim, manter a qualidade que era um princípio na fazenda – conquistando inclusive prêmios como o primeiro lugar na UFLA Golden Cup nos anos 2017 e 2018 e prêmios nos concursos da Mantiqueira de Minas.

Com o envolvimento e dedicação da família e de todos os colaboradores, que depois de muitos anos juntos se tornaram também familiares e amigos, que compartilham dessa vontade de produzir cafés cada vez melhores e únicos, cada etapa da produção é realizada com muito cuidado e atenção. Os cafés especiais se tornaram uma paixão e uma tradição na casa, e a maior motivação de todos é garantir que o legado dos cafés especiais sobreviva por muitas gerações da Fazenda.

INFORMAÇÕES SOBRE O LOTE

Processo

Variedade

Talhão

Altitude

Pontuação

Safra

Natural Lavado

Catuaí Vermelho

Café do Mato

1.240 metros

87″

2023/24

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × cinco =